• Bruno Baccan

O que é o Índice Geral de Fidelização e como trabalhá-lo

Nunca houve tanta oferta de cursos, instituições e modalidades de ensino.


De acordo com o último Censo da Educação Superior, o Brasil tem 2.608 IES (instituições de ensino superior), das quais 302 são públicas e a maioria avassaladora, 2.306, está composta por instituições privadas.


E, se em meio a tanta oferta acadêmica, conseguir alunos para sua instituição de ensino superior já é uma tarefa difícil, parece ser mais complicado ainda manter os matriculados.


Especialmente quando observamos o momento particular que o Brasil e o mundo estão atravessando, por conta da pandemia da Covid-19. A crise sanitária teve um impacto considerável nos números relacionados à evasão universitária.


Quando observamos os números do período, vemos que o ensino presencial registrou um aumento de 30% (2019) para 35,9% (2020) de estudantes que deixaram seus cursos superiores. Já no ensino a distância, as estatísticas mostram uma variação de 35% em 2019 e assustadores 40% em 2020.


Ou seja, mais uma dificuldade com a qual as IES têm que lidar. Felizmente, estamos superando a pandemia, mas isso só significa que você precisa dar ainda mais atenção à fidelização de seus alunos.


Hoje, vamos falar sobre isso e alguns temas relacionados. Siga conosco!

Sobre a importância de fidelizar alunos


Como comentamos um pouco mais acima, uma IES precisa tanto captar alunos como conseguir mantê-los em suas salas de aula.


Resultados de qualidade só são obtidos se você conseguir manter os estudantes matriculados.


Se você tem um baixo índice de retenção, isso representa um enorme potencial desperdiçado, tanto para a sua instituição de ensino superior como em relação à própria vida dos alunos.


Ainda na primeira parte do artigo, citamos alguns dos motivos que podem influenciar no abandono da faculdade. Mas há inúmeros outros, e trabalhar no sentido de aumentar a permanência demanda que você se aprofunde nas causas que estão deixando seus números no vermelho.


Entre as razões para o abandono no ensino superior, podem figurar:

  • problemas econômicos;

  • baixa empregabilidade dos cursos;

  • um rendimento ruim do aluno, ou seja, notas baixas;

  • insatisfação com o curso escolhido, seja em função da qualidade da formação ou da inadequação ao perfil do estudante.


Essa lista poderia seguir com muitos mais itens, mas o principal ponto aqui é que você consiga identificar as causas do abandono em sua instituição, para posteriormente começar a atacar a origem da evasão.


Essa avaliação pode ser feita por meio de um relacionamento mais próximo com os alunos. Neste sentido, sua IES pode desenvolver pesquisas e montar formulários para que os estudantes respondam a algumas questões, e entre elas, inserir uma que especificamente pergunte sobre as causas do abandono.


A evasão, além de prejudicial para a trajetória acadêmica dos alunos e para as finanças da sua IES, também pode repercutir na sua reputação, o que já se torna um problema ainda maior para resolver.


Ainda assim, antes de mais nada, você já verificou quais são suas estatísticas? Veja a seguir algumas, das mais importantes, a levar em consideração.


Índices que sua IES não pode deixar de acompanhar

Para medir a qualidade e a satisfação dos alunos da sua IES, é preciso antes definir os critérios que serão avaliados. Para tanto, sugerimos que vocês comecem a verificar os dois KPIs (indicadores-chave de desempenho) a seguir:


Taxa de retenção de alunos (RFE)

Este KPI, também conhecido como índice de retenção do fluxo escolar, avalia a quantidade de estudantes que não terminam suas formações no período previsto. Para seu cálculo, use a seguinte equação:


RFE = (alunos retidos / matrículas atendidas) X 100

Alunos retidos são os que permanecem nos cursos após as matrículas. Matrículas atendidas faz referência aos alunos que assistiram pelo menos uma aula no período avaliado.


Net Promoter Score (NPS)

O NPS avalia a possibilidade de que um aluno indique a sua IES para outras pessoas.

É uma das métricas mais relevantes no que se refere à imagem e segurança que sua instituição transmite. Ou seja, o NPs mostra quão envolvidos estão seus estudantes com a sua formação. Costuma ser feita com questionários que incluem as chances (de 0 a 10) dos participantes indicarem sua IES.


NPS = Promotores (que marcam 9 ou 10) - Detratores (que marcam de 0 a 6) / Total de participantes. *As notas 7 e 8 são consideradas neutras. Resultados:

  • 100% a 75%: excelente

  • 74% a 50%: muito bom

  • 49% a 0%: bom

  • -1% a -100%: ruim


Ações para estimular a retenção de alunos


Se seus números não foram exatamente os esperados, é interessante apostar em práticas que ajudem a reverter a situação. Entre elas, destacamos:


1. Melhorar seu marketing educacional

Será que sua IES está vendendo aquilo que entrega? Ajustar o discurso do seu marketing educacional com o que realmente os alunos vão encontrar em sua instituição é fundamental para não gerar decepções após o ingresso.


2. Reestruturar sua IES

A realidade do ensino superior mudou bastante nas últimas décadas, e é preciso manter o equilíbrio na adequação do seu planejamento estratégico. Ajustes nos portfólios dos cursos, uma melhor gestão da modalidade EAD e implantar um setor de gestão de permanência pode trazer vários benefícios para sua IES.


3. Investir em inteligência de mercado

Para agir, é preciso fazê-lo com base em evidências, fatos concretos. Todas as informações que compartilhamos hoje têm mais chances de trazer resultados se sua IES souber exatamente o que está acontecendo com seus alunos.


Indica-se realizar análises dos integrantes e matriculados, entender melhor a realidade econômica regional e estar sempre de olho na concorrência para registrar os principais movimentos das outras IES.


Fazer tudo isso não é uma tarefa fácil. É preciso muito conhecimento do mercado educacional e das melhores técnicas a empregar para obter um panorama que reflita a realidade da sua instituição de ensino.


Nós, da Crátilo Educacional, somos especialistas nisso. Esperamos que o artigo tenha levado informações relevantes para você e não deixe de entrar em contato conosco: queremos lhe ajudar a oferecer a melhor experiência em educação superior que existe!


Entre em nossa página e confira nossos serviços!



9 visualizações0 comentário