• Bruno Barreto

Os pilares estratégicos para garantir a sua captação durante e após pandemia

Sabemos que a infraestrutura, o corpo docente altamente qualificado e as formas promocionais de matrículas e mensalidades não são suficientes para a captação de alunos, ainda mais tratando de um cenário de pandemia.


Por isso, segue alguns pilares estratégicos a fim de nortear a instituição de ensino na captação diante esse período e após a ele também:

  • Mapeamento do mercado (como estão as outras instituições de ensino diante o cenário de pandemia?)

  • Análise da Concorrência (além dos preços, o que essas outras instituições têm desenvolvido de ações como facilitadoras para a sociedade e não apenas com o intuito de captação constante de maneira sazonal?)

  • Análise do perfil de egresso da instituição

  • Monitoramento do consumo local

  • Construção de políticas comerciais sustentáveis (analisar diretrizes a fim de fazer com que exista uma sustentabilidade institucional desde a permanência do estudante até o investimento realizado)

  • Capacitação dos times de comunicação e vendas


A importância da estruturação de um Inbound Marketing


A atenção das questões quanto a uma estruturação estratégica a fim de garantir a captação também depende do processo de Inbound Marketing, que nada mais é do que as ferramentas necessárias dentro de um funil de venda para gerar a atração e ter assim a venda. Porém, como todo processo, existem alguns passos para que isso seja realizado:


Etapa 01 – Atração

Objetivo: Conquistar os visitantes nas páginas relacionadas à instituição, desde as mídias digitais e na produção de conteúdo da instituição com o intuito de mostrar os diferenciais da faculdade


Como: Blogposts, SEO, redes sociais, links patrocinados, vídeos, e-books


Etapa 02 – Conversão

Objetivo: Captar os contatos vai muito além de criar um conteúdo que atraia, mas sim uma forma de gerar um vínculo com relação ao estudante e o que a instituição de ensino superior pode suprir das demandas locais desses possíveis futuros acadêmicos.


Como: CTAs, Landing Pages, e-mail marketing, automação de marketing


Etapa 03 – Relacionamento

Objetivo: Preparar o lead gerado para a compra. Isso necessita sim do investimento em uma estruturação da equipe interna para a compreensão do que a faculdade tem a oferecer. Um exemplo: a sua equipe sabe falar a respeito das Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem com certo domínio para a captação desse aluno?


Como: Demonstrações, ligações, reuniões, e-mails personalizados, agendamento de visitas à Instituição para conhecer a infraestrutura


Etapa 04 – Venda

Objetivo: fidelizar o cliente criando vínculo com relação às expectativas do estudante e o que ele de fato pode encontrar na faculdade que possa oferecer respaldo à sua construção pessoal e profissional


Como: E-mail marketing, conteúdos relevantes e personalizados, newsletters e canais de comunicação internos da faculdade


A Consultoria Educacional é uma forma de nortear as instituições de ensino a terem as melhores práticas de mercado a fim de se posicionarem como facilitadoras à sociedade e de agregar valor no âmbito institucional na maneira de formar novos profissionais em um cenário pós-pandêmico.

Mas, afinal, como otimizar as taxas de conversão em todo o funil de venda?


Separamos 4 aspectos fundamentais para essa otimização:

  1. Entender de onde está vindo o tráfego

  2. Aumentar e/ou otimizar os pontos de contato que um Lead tem com a empresa (site e redes sociais)

  3. Remarketing/pop-ups (exit-intent)

  4. Qualificar os Leads pela equipe de marketing antes de passar para o time de vendas


A utilização de métricas é fundamental para a sua Instituição de Ensino Superior


O quadro de métricas é algo que deve ser implementado em toda Instituição de Ensino, isso porque dará um direcionamento para a equipe interna, seja do comercial, do marketing e até do corpo diretivo institucional a fim de viabilizar as melhores ferramentas de comunicação e atração da estrutura. Isso inclui a análise de canais como Social Media, SEO e as páginas mais acessadas do site, mensurando assim a quantidade de visitas, de leads e das taxas de conversão.


Isso também é possível juntamente a uma análise das fontes de tráfego:


Acesso direto – Ligações


Busca orgânica – O interesse nos posts e no site que gere atenção sem necessariamente haver um link patrocinado direcionando a eles, e sim, pelo próprio interesse do estudante em pesquisar a respeito da instituição


Busca paga – Gerenciar as quantidades de visitas, de leads e as taxas de conversão para saber se o investimento em determinado conteúdo é de fato atrativo ou não.


UX – A experiência do usuário dentro da página é fundamental para que o mesmo possa consumir tudo o que a instituição tem de a oferecer dentro do site para que ele se interesse em entrar em contato e saber mais dos cursos oferecidos pela Instituição.

A importância do Google Analytics para a sua Instituição


Outro ponto fundamental também é dominar a ferramenta Google Analytics para ter as melhores informações a respeito do público-alvo, aquisição, comportamento, conversões (fontes de tráfego) bem como os parâmetros dos links utilizados pela Instituição para gerar engajamento.


Agora, a parte fundamental deste texto é informar que...


Além de todos os processos mencionados, é importante também realizar um benchmarking para a sua empresa. E o que isso significa?


O benchmarking visa estudar as estratégias e as formas de como as Instituições concorrentes estão utilizando do cenário atual para a vigência do negócio educacional. Isso insiste em realizar pesquisas do setor de marketing estratégico e até mesmo da equipe de vendas para estudar as melhores práticas mercadológicas relacionadas ao cenário da sua região.


Com isso, o Monitoramento do consumo local é fundamental para compreender sobre quais demandas regionais a sua Instituição de Ensino Superior pode suprir e, dessa forma, criar estratégias de conteúdo com o intuito de captar o público-alvo que a sua faculdade propuser atender.


No mais, a Construção de Políticas Sustentáveis visa também estabelecer quais os melhores meios de fortalecer o marketing interno, a equipe comercial e o corpo diretivo com o intuito de construir uma imagem sólida de modo que não aja desistência de aluno e uma captação mais fluida diante o cenário atual. A sustentabilidade visa contribuir com que os investimentos sejam feitos de maneira mais assertiva e dentro da realidade regional, diminuindo assim prejuízos e maximizando resultados para a sua IES.


A Crátilo Educacional visa estruturar todos esses parâmetros de maneira que possa nortear ações estratégicas com base em cases de sucesso no intuito de potencializar a instituição no cenário regional.


48 visualizações0 comentário