• Gabriela Mangelardo

Tenha colaboradores promotores da instituição

Atualizado: 22 de mar.

Muito se fala de atingir pessoas externas, engajar o público-alvo, fazer campanhas e mais campanhas de marketing no sentido de se conectar com a audiência.


Em todas estas iniciativas, a coisa em comum é a busca por algo que sua instituição deseja, mas sempre olhando para fora.


Ou seja, queremos sempre conectar com comunidades possíveis, mas não é raro encontrar casos que não consideram que as instituições de ensino também são formadas por indivíduos.


Só para você ter uma ideia, em reportagem publicada pela Forbes, o percentual de pessoas que confia mais nos funcionários de uma organização do que na marca em si, chega a 52%.


Considerando isso, cabe uma pergunta: o que seus colaboradores diriam, se consultados por alguém, se vale a pena estudar em sua instituição, seja ela da educação básica ou do ensino superior?


Se a resposta é “não sei exatamente”, é bem possível que sua organização esteja perdendo uma enorme oportunidade: a de transformar seus colaboradores em promotores da instituição.


Que tal começar a olhar para dentro e descobrir todo o potencial da sua força de trabalho na hora de transmitir uma boa imagem para o público e aumentar suas matrículas?


Nosso artigo de hoje é sobre isso. Interessado? Siga com a leitura!

O papel da comunicação interna


Você brincou de telefone sem fio quando era criança?


Na brincadeira, uma mensagem inicial é passada de pessoa em pessoa, até que chegue ao último participante.


O mais interessante é o resultado: normalmente, o conteúdo recebido pelo último da linha era muito, muito diferente do que foi dito lá no começo.


Quando pensamos em comunicação interna de uma instituição de ensino, vale a mesma lógica.


Se você deixar a comunicação por conta dos intermediários, o mais provável é que ninguém nunca saiba exatamente o que a instituição pensa.


Em outras palavras, a cultura da sua organização nunca vai estar clara na mente dos colaboradores.


Dessa forma, é impossível que eles possam levar sua palavra adiante, afinal de contas, eles sequer sabem o que você disse, ou tem a dizer, como instituição.


Pior ainda, seus colaboradores vão transmitir algo que não reflete os princípios, valores e missão da organização.


E a comunicação interna é importante não só na hora de alguém falar de você. Ela é fundamental também para o bom andamento de processos, da execução das tarefas, para que os objetivos da instituição de ensino sejam efetivamente alcançados.


Uma boa comunicação interna facilita o entendimento da mesma mensagem entre todos. Se sua organização quer ter colaboradores promotores, eles precisam saber exatamente o que estão promovendo.


Tenha colaboradores embaixadores da sua instituição de ensino


Para ter uma estratégia bem-sucedida de engajamento de colaboradores, o primeiro passo é ouvi-los.


Somente quando damos voz a quem faz com que um negócio aconteça é que surgem insights úteis e podemos mudar as coisas para que a experiência dos funcionários seja a melhor possível.


Melhor dizendo: para ter colaboradores promotores, eles primeiro têm que se sentir bem em trabalhar em sua instituição. Ou seja, quem iria indicar um lugar onde não há satisfação de participar?


Agora, não comece a coletar opiniões somente depois de pensar em planos de engajamento dos funcionários.


Conectando com o tópico anterior, por que não envolver os colaboradores também na hora de definir quais são as melhores maneiras de conduzir a comunicação interna?


Uma cultura organizacional inclusiva envolve os funcionários em todas, repito, em todas as instâncias que lhes afetem de alguma forma.


Para isso, você nem precisa necessariamente envolver todos os funcionários. Já pensou em trabalhar com embaixadores de engajamento?


São pessoas que podem funcionar como uma ponte entre as ideias da instituição e os outros colaboradores.


O ideal é que sejam pessoas apaixonadas pelos seus trabalhos, que realmente valorizem a experiência dos outros funcionários e que estejam alinhadas com a importância da participação dos colaboradores na melhoria da cultura da organização.


Com isso, o primeiro passo para engajar seus colaboradores você já terá dado.


Naturalmente, esta escolha deve ser cuidadosamente feita pela instituição. Mas, não basta nomeá-los, é preciso treiná-los na arte do engajamento, fazer reuniões regulares e, obviamente, escutar o que eles têm a dizer.

O poder dos colaboradores promotores


Se você tem uma estratégia de comunicação interna eficiente e inclusiva, conta com funcionários dedicados a engajar seus companheiros e tem um discurso alinhado em todas as áreas, o resultado natural seriam os colaboradores promotores.


São pessoas comuns, que trabalham para sua instituição, e que têm um tremendo potencial de convencimento sobre públicos terceiros.


E exatamente por não representarem diretamente a marca, uma pesquisa realizada pela Everyone Social (2021) demonstrou que 76% dos indivíduos são mais propensos a acreditar em conteúdos divulgados por “gente normal” do que materiais divulgados por empresas.


Outro dado interessante, esse agora divulgado pela PostBeyond e Golfdale Consulting, mostra que as mensagens institucionais compartilhadas pelos funcionários têm um alcance 561% maior do que as dos canais da própria organização e você vai ver sua palavra atingindo um número muito mais amplo de pessoas, e com um poder muito maior de convencimento.


Ter uma gestão de alta performance não é algo que acontece de um dia para o outro. É preciso investir energias para que seu marketing educacional funcione de formas mais orgânicas, e não dependa somente de campanhas pontuais.


A Crátilo Educacional sabe disso. Tanto que oferecemos serviços de gestão educacional 360 graus, com uma atuação personalizada para cada cliente, tudo no sentido de entregar sempre os melhores resultados.


Quer saber como podemos lhe ajudar a ter colaboradores promotores de sua instituição de ensino? Entre em contato e marque uma conversa!




40 visualizações0 comentário